5 de setembro de 2019

Retratografia #8

O mês de Agosto, foi escolhido para explorar fotográficamente pecados.
Neste desafio, trago-vos dois dos meus pecados : a preguiça e a gula, pecados estes que foram praticados neste mês sem qualquer pudor e por isso o que vos mostro são duas provas da sua prática. 
E por agora é mesmo tudo, a preguiça ainda não foi verdadeiramente expulsa, (como se pode ver pelo vergonhoso atraso de publicação) a gula essa nunca o será, já que, até agora, nunca me trouxe dissabores (ao contrário da preguiça).
E é isto, ninguém é perfeito porque isso seria terrivelmente chato.





31 de julho de 2019

Retratografia #7

Esta sequência bem podia chamar-se "pessoas que apanhei por aí", mas na verdade é a minha contribuição para mais um desafio de retratografia cujo tema este mês é: minimal.

Interpretei o tema da forma mais simples, ou seja, pessoas incluídas num cenário simples. Não são as fotos mais criativas que fiz, não foram pensadas, simplesmente acontecerem. Sujeitos apanhados pela minha lente numa das minhas saídas fotográficas sem rumo.

Nas duas primeiras não quis que a cor distraísse o olhar das formas e das linhas, na ultima a cor é o foco.



30 de junho de 2019

Retratografia #6


"Put me in a movie" , é o tema do mês desta saga irreverente que tem sido a Retratografia.
E este mês não tinha nada para apresentar, nicles.  
Por mais que desse voltas à cabeça, ou pesquisasse sobre filmes icónicos que gosto, nada me parecia realizável dentro das minhas limitações. Nada. 
Não gosto de falhar compromissos, e talvez por isso, nunca abandonei a vontade de tentar. 
Foi ontem, depois de assistir a uma batalha de crianças com pistolas de água, num piquenique, que a coisa começou a germinar... Lembrei-me de um casaco preto de pele, que usei há uns valentes anos e que me valeu a alcunha de Trinity...
Percebi que não precisava de muito mais adereços, se me recorresse do conceito "liberdade criativa" que no fundo nos dá permissão para reescrever qualquer cena que nos ocorra. 
E foi assim, que surgiu esta cena do The Matrix. Ou então não. Depende da flexibilidade, ou imaginação de cada um.



31 de maio de 2019

Retratografia #5

Vintage é o tema do mês de Maio. Recriar um estilo do passado.
Não tive muito tempo para me dedicar a este desafio, mas também não quis falhar, por isso escolhi deixar uma única fotografia de uma pessoa que conheci recentemente e que me impressionou muito. Não só pelo estilo, mas também pela personalidade. Pensei fazer uns ajustes de cor, mas a verdade é que gostei assim, ao natural.
O que mais me agrada é que me faz pensar no passado mas também no futuro, porque garanto-vos, esta senhora é intemporal.




Dizei da vossa justiça.

E se eu fui muito breve e pouco produtiva este mês, o mesmo não se pode dizer das minhas companheiras de aventuras fotográficas. Ide espreitar.



5 de maio de 2019

Sobre o dia da Mãe



aqui falei sobre a minha viagem em direcção à maternidade. Já disse como foi atribulada e feliz no desfecho. Como dou graças por ter conseguido ser mãe de um menino que, aos meus olhos, é perfeito.
Sim, muitas vezes lamento que não tenha irmãos. Acredito ser o melhor que se pode dar a um filho, mas, esse lamento esvazia-se quando realizo a sorte que tenho, pois sei haver muitas mulheres que dariam o mundo pela experiência da maternidade. E é também disso que me lembro no dia da mãe, de todos os dias da mãe em que ansiava por sê-lo. De todas as mulheres que atravessam neste momento essa emoção. De todas as que, continuam a tentar, na esperança de que, em breve… Não é fácil este dia para as mulheres nesta situação.