31 de janeiro de 2019

Retratografia #1

Já sabem que gosto de fotografar, e, muitas das vezes não o faço, ou porque não tenho companhia (não gosto de andar sozinha de máquina em riste), ou porque me falta inspiração sobre o que fotografar. Por isso quando soube deste projecto, aderi de imediato. Foca-se no retrato, algo que eu não faço muito, logo é uma oportunidade de desenvolver e aprender, e por ser subordinado a um tema, ajuda a manter o foco.

Este desafio foi lançado pela Catarina, autora do blog Joan of July, e pretende encarar e explorar o retrato de formas menos convencionais. O objectivo é publicar no ultimo dia do mês, uma ou mais fotografias, e eu atrevo-me a dizer que, dentro dos temas mensais, a nossa criatividade é o limite. 

29 de janeiro de 2019

9 (nove)




Mais um ano que passou a correr. 
Entre a vida que nos sacode e nos exige múltiplas tarefas, posso dizer em boa consciência, que este ano que passou, fiz questão de estar mesmo contigo sempre que estive contigo. Fiz questão de largar o piloto automático e olhar mesmo para ti. Ouvir-te sem distracções. Aproveitar cada parcela do tempo que passamos juntos, pois aprendi que o tempo voa, não volta, e o nosso tempo juntos, é demasiado precioso para ser desperdiçado. Já não estou o tempo todo a meio tempo, mas o meio tempo que estou contigo, estou inteira.

27 de janeiro de 2019

Ousar



Há uns meses a minha vida deu uma grande volta. Tão grande que ainda ando meia tonta. Sem entrar (ainda) em detalhes admito finalmente que eu não me basto. Que posso pedir ajuda e não faz mal. 
Já, noutras ocasiões, me senti perdida. Já, no passado, por motivos diversos, senti que não dava conta do recado. No entanto, por vergonha, salvo ás amigas do coração, blindei-me com o "está tudo bem", e com o "eu resolvo tudo sozinha", e guardei para mim as minhas fragilidades. 
Só que, não é fácil. 
Adoro as minhas amigas, e sem elas teria sido impossível ultrapassar alguns dos desafios com que a vida me foi brindando, mas a verdade é que por mais boa vontade que tenham, por mais que oiçam, que animem, que incentivem, por vezes não chega. É imprescindível, mas não chega.

12 de janeiro de 2019

Auto-estima




Tive uma daquelas epifanias que acontecem só de vez em quando. Mas vamos lá começar do inicio. 
Tenho andado a faltar muito ao ginásio. Nisto nada de novo. Tenho fases assim, que não me apetece fazer nada a não ser hibernar. Claro que contrario esta tendência em muitos aspectos, no entanto no que toca ao ginásio, não. Se tiver coisas para fazer no trabalho, prefiro ficar a fazê-las, se não tiver arranjo que fazer, e não vou. São fases, e conheço-as bem. No entanto hoje apercebi-me de uma coisa fantástica. Sempre que me obrigo a ir, para contrariar este estado de preguiça aguda, corra bem ou corra mal, consiga fazer a aula como deve ser, ou seja um autentico desastre, sinto-me sempre bem no final. Vou para o balneário com a auto-estima no alto a sentir-me espectacular. Simplesmente por ter ido. Simplesmente por ter resistido ao caminho mais fácil e me ter aplicado. E isto, foi algo que quis vir aqui escrever para não mais me esquecer. Porque posso estar a descrever uma simples ida ao ginásio, mas na verdade aplica-se à vida. 

6 de janeiro de 2019

Resoluções para o resto da vida




Dezembro é sempre um mês de recolhimento interior e de grande agitação exterior. Passa num sopro, e nisso, este ano não foi diferente de anos anteriores. No entanto veio com algumas mudanças e com elas forcei-me a olhar com mais atenção para dentro e para fora de mim. 
A minha vida mudou. Aceito isso como quem engole uma verdade necessária e ainda assim desconfortável. aceito.