20 de maio de 2014

Alguém que me acorde

Há dias em que sinto um nó no peito. Dias de uma insatisfação e uma inquietude inexplicável. 
Vivo a impotência avassaladora de quem está a olhar para o relógio da vida a marcar cada segundo irrecuperável sem poder fazer nada! Só o cérebro funciona, a mil, à procura da saída.
O corpo fica congelado perante os acontecimentos que me rodeiam, os olhos gritam por socorro mas da minha boca não sai um som. Parece um pesadelo. Daqueles onde se corre e não se avança. Daqueles onde o corpo parece chumbo. Pesado, dorido sem forças para mais. 
Alguém que me acorde.

2 comentários:

Sofia Marques disse...

Atrás das nuvens negras, há sempre o Sol!! :-D Todos temos dias maus e temos de ser fortes e sorrir, o caminho é em frente e por isso temos de continuar a andar :-D

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Obrigado pela energia positiva.
Em frente é o caminho. :)