5 de junho de 2014

O Universo é muito vasto

O meu filhote quando gosta de alguma coisa é de paixão.
A frase que ele usa para dizer que não gosta de algo é "eu não adoro isto".
E se gosta diz que adora! Seja douradinhos ou um brinquedo. No que toca  a desenhos animados já teve várias paixões, e enquanto duram quer ver sempre as mesmas repetições. Torna-se quase obsessivo.
Neste momento é uma serie de desenhos animados que fala acerca dos planetas, o Planeta Cosmo.
Como está nessa onda, tudo o que apanhe na televisão que mostre os planetas, quer ver.
Mesmo o improvável Cosmos: Odisseia no Espaço, criado a partir do original de Carl Sagan, que está em inglês e do qual pouco entende, (chama-lhe o "senhor do Cosmos"). Para além disso quer livros com planetas, só fala dos planetas, canta musicas de planetas, e recentemente começou a desenhar planetas.
A novidade aqui é que ele não fazia desenhos, era coisa que não o entusiasmava mesmo nada. Quando começou a fazer os primeiros desenhos na escola, foi motivo de grande incentivo e orgulho por parte da professora, tal era a perfeição com que ele representava o sistema solar com todos os planetas e as suas luas.
Mas um  destes dias a professora, farta que já estaria de ver sempre os mesmos desenhos em representações semelhantes, disse-lhe :  "hoje não podes desenhar planetas." Ele baixou os olhos e respondeu com um "Tá bem...", muito sumido. Minutos mais tarde a professora abeirou-se dele para ver o que estava a desenhar. Não entendendo muito bem do que se tratava, perguntou-lhe o que era.
A resposta saiu pronta e com um grande sorriso: " é uma constelação."

Tenho para mim, que quando adoramos algo de paixão, podem tira-nos os planetas, mas se o nosso coração é do tamanho do universo, nele haverá sempre estrelas. E quem tem estrelas no coração tem tudo...

Sem comentários: