4 de julho de 2014

Opções II

Relativamente ao post anterior, o que o meu coração me diz, é que cada um sabe de si. O importante é dar tempo de qualidade aos nossos filhos, ou seja quando estamos com eles estarmos mesmo.
Nunca vamos conseguir "ir a todas", estando em casa a tempo inteiro ou não. O importante é conseguir ser feliz com as opções que tomamos e transmitir esse sentimento aos nossos filhos. Eles serão mais felizes se nós também o formos.
Quanto a mim, a dependência financeira total nunca seria uma escolha.


Sem comentários: