24 de janeiro de 2015

O bengaleiro das crianças

O meu filho adora uma certa loja sueca. 
Se a caminho de qualquer destino, ele avista o símbolo azul em fundo amarelo (como aconteceu hoje), é certo que vamos ter de o ouvir durante todo o percurso a pedir para lá ir. 
"vá lá... por favor... Se não formos, não vou ser amigo do meu pai durante tantos dias..."
Para deixar de ouvir o choradinho, acabo invariavelmente a dizer “hoje não pode ser, vamos noutro dia.”
Depois tenho de ir, que ele não me deixa esquecer a promessa.
E qual é a razão desta paixão assolapada de uma criança de 4 anos, por uma loja de moveis e coisas para a casa?
Não, não são os móveis...Trata-se de um cantinho muito bem pensado e organizado a que eu chamo “bengaleiro das crianças”.
O meu filho podia passar lá o dia inteiro e não se fartava. É um espaço amplo, com variadas diversões, onde as crianças mais pequeninas brincam livremente durante um período de tempo limitado. Tem monitores simpáticos, atenciosos e atentos. As crianças ficam perfeitamente identificadas (é necessário BI para entregar e recolher), e os pais podem seguir livremente para as compras, levando com eles um rádio de comunicação para o caso deles se fartarem ou acontecer algum imprevisto. 
Para ele é como ir a uma festa, brinca com os outros meninos, faz desenhos, corre, pula e só fica triste quando o vamos buscar.
Confesso que se não fosse por ele, não ia lá nem metade das vezes. Mas como ele está sempre a pedir para ir, vou e aproveito para me inspirar nas decorações apresentadas, ver as novidades ou trazer qualquer coisa que me facilite a vida.  
Não gosto de tudo (que por lá moram vários estilos), mas gosto de muita coisa, principalmente das ideias simples, práticas, a pensar no conforto e na família.

Malta das grandes superfícies, aprendam qualquer coisinha. Os pais agradecem.

Sem comentários: