15 de março de 2015

"Esta não valeu"

Ás vezes era tão bom que na vida se pudesse voltar atrás e repetir tudo de novo. Como quando éramos crianças e falhávamos o remate num jogo de futebol, ou os dados num jogo de tabuleiro. Dizíamos "esta não valeu" e repetíamos como se nada fosse. 
Que bom que era se a vida nos desse oportunidades destas. 
Quando alguém nos magoasse ou magoássemos alguém, poder dizer, "agora não valeu, vamos repetir outra vez". 
E ficava tudo bem.

Mas raramente se tem segundas oportunidades, e quando as temos, o cérebro não nos deixa esquecer. Fica sempre uma marca. 
A experiência seja ela qual for (boa ou má), muda-nos e nenhuma repetição será como se fosse a primeira.
É a soma de todas as experiências que moldam a pessoa que somos, que acrescentam complexidade e cor, mas é também essa soma que nos ensina onde está o perigo, ou quem nos quer bem.
Ás vezes, era bom que na vida se pudesse voltar atrás e repetir tudo de novo, mas sem falhas. Não sendo possível, ainda bem que temos esta capacidade de guardar da lembrança, o que interessa.

   

2 comentários:

Cláudia M disse...

Era bom realmente, que tivessemos a possibilidade de repetir tudo de novo e sem falhas... não só, não temos, como o que fazemos ou erramos (ou o que erram connosco) nos marca, mas também é assim que aprendemos, não é ? ;)

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Sim, aprender também é isto.