28 de abril de 2015

Por falar em provocar sorrisos

Descobri finalmente o meu sexy do Trail.
As minhas ancas movem-se de maneira diferente. É um rebolar que não estava lá. Passos felinos, lentos e calculados.
Bamboleantes. 
Um slow move que vira cabeças e gera sorrisos.
Um ritmo quase dançado, que entre pausas e avanços me recorda uma Rumba cubana.
Pareço uma boneca… articulada.

Tudo me dói.



Sem comentários: