23 de maio de 2015

Solar

Quando me perguntam se sou mais Lua ou mais Sol, fico na dúvida, porque para ser sincera sou de Luas…
Uns dias mais solar, outros mais lunar.Temperamental. Ou como alguém uma vez me disse, "típica de Gémeos".
Deixando a Astrologia de lado, a verdade é que tenho momentos de luz pura. Alegria. E outros, onde prevalece o cinzento pardo. Melancolia. Estados que podem alternar várias vezes num mesmo dia.
Neste ano que passou propus-me fazer crescer o meu lado Solar. Porque quero acreditar que há coisas que podemos melhorar.  E uma delas, é a maneira como lidamos com o que se passa à nossa volta.
Tenho feito estes exercícios quase diários, para olhar o que me rodeia, e procurar sempre o lado positivo. Mas como já o escrevi por aqui, ainda não é uma coisa espontânea. Talvez por ser uma pessoa bastante cerebral, o optimismo não me é uma característica intrínseca. Sou pouco crédula, gosto de decidir com o máximo de informação possível, e porque não tenho rede, costumo jogar pelo seguro. Neste tentativa de acreditar mais em mim, e nos outros, faço debates internos sobre o poder do optimismo, que umas vezes se tornam cómicos, e outras contraditórios.  
Mas este exercício de olhar para a vida de uma forma mais positiva, tem dado frutos. Não sendo ainda imediata, já não me é tão estranha, e na maioria das vezes alivia-me o coração. Por isso, acredito que vale a pena continuar a praticar.
Claro que ainda tenho momentos sem luz, nos quais me sinto no outro lado da Lua. Momentos em só me apetece fechar tudo, enroscar sobre mim própria e esperar que passem. Mas lido melhor com eles. 





Sem comentários: