8 de junho de 2015

Lisboa à noite, festas populares, caminhada

Este é o (pobre) registo fotográfico que não faz jus à festa que é Lisboa por estes dias. Nesta caminhada que começou e acabou na Avenida da Liberdade, passámos pelo Príncipe Real, Bairro Alto, Cais do Sodré, Santa Apolónia, Alfama, Graça, Mouraria, Rossio. Foram 14 quilómetros, feitos sem pressa. Quase em modo de passeio turístico.
Conversei muito mas fotografei muito pouco. Sem tripé, quase nem vale a pena.
Todos os bairros típicos, se encontram vestidos a rigor para a festa maior. 

Entretanto as ruas estão cheias nestas noites de calor. Em cada recanto há música, mesas postas e cheira a sardinha assada. Famílias inteiras passeiam, e apreciam os preparativos, antes da grande festa que afugenta os menos corajosos. 
Sim, porque é preciso coragem, ou um grande espírito de tradição, para andar na rua na noite de Santo António. 
Mas não é preciso, porque mesmo nas festas menores que antecedem o grande dia, a animação já é mais que muita. 
Para quem teme a a animação da grande noite, e gosta dos santos populares, as vésperas são perfeitas para viver esse espírito, comer a tradicional sardinha, passear mais calmamente, apreciando o todo o encanto destes bairros, que se preparam durante um ano inteiro para viver esta alegria. 










Sem comentários: