9 de junho de 2015

Mais vale tarde...

Um dos meus sonhos de adolescente,  sempre foi o de viajar. Suspirava por fazer um interrail. Mochila ás costas, comboio, e lá ia eu por essa Europa fora... Mas, naquela altura, não tinha nem dinheiro nem autorização parental para o fazer. 
Só quando comecei a trabalhar, é que esse sonho começou a ganhar substancia e a passar para o reino dos planos. 
Acontece que a empresa onde comecei, como a maioria, pagava mal a quem acabava de sair da Faculdade, afinal pouco éramos mais que estagiários. 
O dinheiro mal dava para as despesas básicas e para pagar o apartamento que dividia com amigos. Adiei. 
Ao fim de dois anos mudei para um emprego mais bem pago, começou a sobrar ao fim do mês, voltei aos planos. 
Mas como dizem por aí, “nós fazemos planos e Deus ri-se deles”.
Mudaram as instalações, deixei de trabalhar em Lisboa. 
Habituada que estava a morar perto do emprego, custava-me muito todas as horas diárias que perdia em deslocação. Achei que era altura de me comprometer com algo, por isso decidi comprar casa perto do novo local de trabalho.
Depois da casa, os moveis, … e foi um suceder de acontecimentos a que chamamos a vida normal. As prioridades mudaram. Alguns sonhos foram suspensos.
Não culpo ninguém senão a mim, por não ter tido a perseverança de os fazer vingar apesar das forças contrárias. Não o fiz. Deixei-me seguir com a corrente. Perdem-se umas ganham-se outras, que também ganhei coisas boas.
Relativamente a esta vontade de conhecer mundo, nada mudou. Continua cá dentro, à espera duma oportunidade. E 15 anos depois, neste ano em que decidi conjugar verdadeiramente o verbo agir, dou por mim com tantos destinos adiados, que é preciso uma vida inteira para os recuperar todos. 
Seja. 
O primeiro já está em andamento, e é justamente um dos mais antigos (lembram-se?).
Em breve começará a minha primeira aventura. Que mais vale tarde, que nunca.



3 comentários:

Cláudia M disse...

Que bom N, e fazes muito bem em realizar esse sonho, mesmo que não possa ser todos os lugares que gostarias de conhecer. Esse é também um sonho meu, tivesse eu essa possibilidade, o que não falta são locais, países, outras culturas, por descobrir.

E nunca é tarde para sonhar (e realizar), pois não ? :)

Beijinhos*

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Acho que essa é a frase chave, nunca é tarde. Em breve conto como foi.
bjs

Cláudia M disse...

Boa :) Beijinho