1 de agosto de 2015

Dilema

Estou num dilema.
Levar ou não levar, a ligação ao mundo, de férias comigo.
Nunca o fiz. Para mim as férias sempre foram o corte absoluto com a tecnologia. Um quase isolamento de quem não está ali.
Esqueço o trabalho, as rotinas, algumas regras, e vivo ao sabor do momento durante 3 semanas.
Deixo de me ligar á net, deixo de ver televisão e o TLM serve só para despertador e chamadas inadiáveis.
O único objecto mais tecnológico, de que não abdico em férias é a maquina fotográfica, mas mesmo essa vai poucas vezes à praia com receio que algo de mal lhe aconteça…

Este ano vacilo. Porque há pouco mais de um ano criei este blogue e já me habituei a ele.
Porque é um cantinho onde posso partilhar as coisas boas, escrever sobre algumas preocupações, tecer considerações sobre tudo e sobre nada, trazer para a luz do dia alguns fantasmas, esmiuçar problemas que diminuem á medida que falo deles, combater as insónias… E claro, confesso, porque se está a tornar um vicio. E o Karma é tramado…
Critiquei, em tempos, quem vai de férias e não larga o Facebook. Quem, mesmo num grupo de amigos, mantém os olhos no telemóvel em vez de olhar nos olhos, as pessoas com quem supostamente está a  falar (mesmo agora, isto ainda me faz confusão).  
A verdade é que este suposto contacto com o mundo pode ser viciante, se não impusermos alguns limites.
E é por esse motivo que estou levemente indecisa quanto á opção a tomar.

Vou ver se arranjo uma solução para este impasse.


Sem comentários: