21 de novembro de 2016

No coração de Lisboa...


...há um jardim que não visitava há mais de 10 anos. Vale a pena conhecer ou rever, está de cara e alma renovada. Por incrível que pareça passa despercebido entre duas vias muito movimentadas. Alguém o reconhece?










 



Claro que sim! Jardim do Campo Grande.

Foi uma tarde muito agradável passada com amigos de sempre, que finalizou com um lanche no Sam Croissants, um espaço que anda na boca do mundo. Confesso que fiquei um pouco decepcionada. Os croissants não são maus, mas não me pareceram nada de especial, perante a enorme expectativa que levávamos connosco. Gostei bastante do de salmão fumado, mas o de caramelo foi uma grande decepção. 
No fundo é uma ideia simples: três tamanhos, três tipos de massa (brioche, folhado, e de cereais) e vários recheios que merecem ser mais aprimorados. Um espaço simples, bonito, mas pequeno para a enorme fila que tivemos de enfrentar. 
Conclusão: se estiver por ali, sou capaz de lá voltar, mas não é sítio onde me desloque propositadamente.
  

2 comentários:

A.João disse...

Ainda me lembro, quando era pequenito, passear de bicicleta no Jardim do Campo Grande. Lembro-me também dos barcos no lago. Incompreensível como esteve tanto tempo ao abandono.

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Verdade, um espaço que pode ser tão bonito, se for bem cuidado. Há uns bons anos atrás, eu tinha receio de o atravessar, mesmo de dia...