13 de fevereiro de 2017

Lion - A longa viagem para casa

Na passada sexta-feira fui ao cinema com duas amigas, e vi um filme extraordinário.
A S. escolheu, e eu confesso, não sabia nada sobre o que ia ver e resisti um pouco à ideia. Tentei convencê-la a ver o tão comentado La La Land, mas ela, apesar de adorar musicais não foi na conversa, e ainda bem! O filme, conta a saga de um menino indiano, que devido a uma série de acasos infelizes se perde da sua família. Depois de algumas peripécias (não vou contar), tem a sorte de ser adoptado por um casal Australiano.
O filme desenrola-se em dois momentos distintos, a infância do personagem, que relata os acontecimentos que o colocaram, ainda criança numa situação de puro terror, e a idade adulta, quando algumas recordações, originam a uma busca completamente obsessiva por respostas e pela sua identidade. Chorei baba e ranho. É impossível ficar indiferente ás imagens do filme. Ninguém está preparado para lidar com as emoções que nos engolem como um tsunami, muito menos quando temos filhos pequenos. Finalmente quando percebi, depois do filme acabar, que toda aquela história extraordinária tinha de facto ocorrido, mais lágrimas correram, porque há tanto, mas tanto a acontecer neste mundo que nos coube, há tanta maldade e ao mesmo tempo tanta generosidade, que só queremos contribuir também com algo bom, para que o mal sucumba.
Apesar das duas actrizes cujo valor não questiono (Nicole Kidman e Rooney Mara), foi Sunny Pawar (o menino), quem me deixou deslumbrada.

Foto de A Long Way Home Full Movie - 2016 Online Free.
Imagem retirada da net.

3 comentários:

Catarina Gralha disse...

Quero muito ver esse filme, acho que é o que mais despertou o meu interesse de todos os que foram nomeados para os Óscares. O La La Land não chama por mim... Irei ver Lion assim que tiver oportunidade (e estiver no estado de espírito certo).

Mundo Indefinido

Claudia Mascote disse...

Já tinha visto o trailler e fiquei muito curiosa. Este tenho de ver. ;)

Beijinhos

Escrever Fotografar Sonhar disse...

É muito bonito. acima de tudo, natural e despretensioso. Bjs