10 de junho de 2017

10 coisas

Uma semana depois, respondendo ao desafio da Andreia, deixo aqui as 10 coisas que aprendi (confirmei, recordei, aceitei), nesta terceira edição do Bloggers Camp.

1. Tenho de mudar o nome do meu blogue, (ou criar um novo), porque ninguém se lembra (nunca!) qual a ordem das palavras Escrever Fotografar Sonhar (por vezes nem eu).

2. Preciso de encontrar o meu foco, o que me torna única, sem ter medo de dar um passo atrás. Só não posso desistir, nem parar de acreditar.

3. Há muita generosidade por aí, encontrei-a várias vezes, nesse fim-de-semana.

6 de junho de 2017

Celebração

Quando penso em celebrar algo, penso sempre em comida, e amigos. Penso numa mesa farta, conversa boa e descontraída, gargalhadas, confidências, emoções.
Adoro “ajuntamentos” à volta da comida, sem hora marcada, com todo o tempo do mundo. Gosto de cozinhar, gosto de comer, mas sinto que o mais importante nem é a comida, mas o prazer de partilhar, de estar junto.  
No Verão, sonho com piqueniques. Talvez por me remeterem à infância, a tantos que fiz, na sombra deliciosa das árvores, umas vezes à beira do rio, e outras perto de casa, ao lado do baloiço improvisado pelos meus pais. Agora, faço poucos piqueniques. Não é por falta de vontade, mas porque já nada é assim tão simples. Ficamos mais complicados com a idade, e é pena. 
Da minha lista de filmes favoritos, há vários que adoro, em parte, porque se desenrolam à volta de uma mesa, porque conseguimos ver todas as emoções de uma vida (de várias), a desfilar durante uma refeição. Um deles, Babette’s feast (que já vi mais que uma vez), é um dos filmes da minha vida. Durante os preparativos de uma refeição, e a consequente concretização, mostra uma riqueza de sentimentos, e uma generosidade que me emociona de uma forma extraordinária. Cheio de personagens maravilhosos e de uma complexidade tal, que quase podemos dizer que conhecemos alguns muito parecidos, ao longo da nossa vida. Mas já me estou a dispersar... 

5 de junho de 2017

Em breve...

...todas as coisas boas que aprendi...


As pessoas fantásticas conheci, as que reencontrei, e as que redescobri.
Ainda estou a processar...